Formação 2023-11-22

Derrota no Mar impede subida aos lugares de apuramento de campeão

O Académico de Viseu saiu derrotado da deslocação ao terreno do Leixões. Em jogo a contar para a nona jornada da Série A da Liga Revelação, a equipa sub-23 do emblema beirão perdeu por 2-0, naquela que foi a segunda derrota consecutiva no campeonato.

Numa partida que foi sempre dominada pelos viriatos, a equipa da casa beneficiou da falta de acerto dos comandados de Nuno Braga, no último terço do terreno, aproveitando as saídas fugazes em contra-ataque. O lance determinante do primeiro tempo chegou aos 31 minutos. Após canto cobrado na extrema-esquerda do ataque leixonense, Hugo Faria beneficiou de um desvio ao primeiro poste, para faturar ao segundo o golo que abriria o marcador.

Com o Académico a manter-se por cima do segundo tempo, os beirões continuaram a toada de más definições no meio-campo adversário, não conseguindo chegar ao golo do empate. Antes do final do encontro, ainda houve espaço para mais um penálti contra o Académico de Viseu, que o guardião Matheus Pereira defendeu. Novamente contra a corrente de jogo, o Leixões chegou ao 2-0 à passagem do minuto 63, por Moshood, na conversão de uma grande penalidade.

A equipa de sub-23 do Académico de Viseu soma assim nova derrota na Liga Revelação, mantendo os treze pontos com que partiu para esta jornada. Na próxima terça-feira a turma de Nuno Braga volta a jogar em casa, frente ao Vizela.

Partilhar:
Formação

Vitória sobre o FC Porto vale liderança partilhada da fase de campeão

No completamente lotado Estádio 1º de maio, no Complexo Desportivo do Fontelo, os juniores do Académico de Viseu conquistaram uma vitória dominadora frente ao FC Porto, por 2-1, na 2ª jornada da Fase de Apuramento de Campeão, da 1ª Divisão Nacional de Sub-19. A partida começou com uma exibição imperial dos academistas, com Martim Silva a brilhar e a marcar dois golos cruciais aos seis e aos 25 minutos, garantindo uma vantagem madrugadora para os jovens viriatos. Durante a primeira parte, o FC Porto encontrou-se incapaz de criar oportunidades significativas, enfrentando uma defesa sólida e organizada dos beirões. No segundo tempo, os dragões conseguiram reduzir a desvantagem para 2-1, com um golo de Gil Martins, que não foi o suficiente para superar a resistência do Académico. Os jogadores viseenses mantiveram-se coesos e seguros, garantindo assim mais três pontos. Com esta vitória, o Académico de Viseu soma agora dois triunfos consecutivos na Fase de Apuramento de Campeão, totalizando seis pontos em outros tantos possíveis. A equipa treinada por Sérgio Fonseca, partilha agora a liderança desta fase com o Benfica, ambos com o mesmo registo de pontos. Na próxima ronda, os juniores academistas enfrentarão um desafio fora de casa, visitando o terreno do Vitória SC, numa tentativa de manter o ímpeto vitorioso e consolidar a sua posição no topo da tabela classificativa.  

2024-02-17

Formação

“Somos Académico, não nos vergamos perante ninguém”

O Académico de Viseu recebeu e venceu o SC Braga, na sexta jornada da Fase de Apuramento para a Taça Revelação. Frente ao líder do campeonato, a turma sub-23 dos viriatos garantiu um emocionante triunfo por 2-1, que reforça o segundo lugar na tabela, encurtando também a desvantagem para os minhotos. No Estádio Municipal Dr. Orlando Mendes, em Santa Comba Dão, o Académico sabia que com uma vitória alcançaria a meta dos 20 pontos, aproximando-se do primeiro lugar da competição. Por isso mesmo, o conjunto viseense procurou desde cedo o golo, tendo estado por várias vezes perto de o fazer, ainda dentro do primeiro tempo. Ainda assim, o intervalo chegou com o nulo no marcador, que seria apenas desfeito aos 70 minutos. Aproveitando o balanceamento do adversário no ataque, Rodri tocou e recebeu de Maga, lançando a ofensiva que faria o primeiro do jogo. Variando a bola para o flanco esquerdo, Rodrigo Geraldo (entrado na segunda parte) recebeu do ponta de lança, entrando na grande área e rematando cruzado para o 1-0. No entanto, o SC Braga haveria de empatar dois minutos a seguir, por intermédio de Fanuel Gomes. Imbuídos pela crença na vitória, que traria justiça à equipa que foi melhor em campo, os academistas correram de novo atrás do resultado, sendo agraciados com o tento final já perto do término do encontro. Kelve “amuleto” Semedo, isolado por Tomás Sério, apareceu frente a frente com o guardião bracarense, não tremendo e soltando o grito das várias dezenas de adeptos presentes em Santa Comba Dão. Estava feito o 2-1.  

2024-02-13

Patrocinadores Principais