Equipa Profissional 2023-07-21

Finalmente, estamos de volta

Guardar percurso – Menu – Reiniciar História – Nova Época

Se tudo isto fosse um videojogo, provavelmente seria esta a maneira acertada de darmos início a uma nova temporada. O sentimento é novo e a época que há pouco menos de dois meses terminou, parece já tão longínqua, fruto de todo o nosso pensamento estar 100% focado na que se avizinha.

Os festejos, o nervosismo, a amargura e até a euforia deram, entretanto, lugar a sentimentos imbuídos de esperança, vontade de ver a bola a rolar e desejo para que este seja um ano desportivamente proveitoso. A fome de ir ao estádio e de ver os Viriatos em campo, a lutar pela vitória, não foi saciada desde o jogo na Madeira, e os nossos adeptos academistas estão mais “esfomeados” de bola que nunca.

Por isso mesmo, voltamos com as crónicas de antevisão aos jogos da equipa sénior de futebol do nosso Académico de Viseu FC, que servem como entrada principal para abrir o apetite antes da primeira partida oficial da temporada 2023/2024.

O sorteio da Allianz CUP ditou que o arranque das competições oficiais academistas, se iniciassem em Vila do Conde, no Estádio dos Arcos. A partida frente ao Rio Ave FC, a contar para a primeira pré-eliminatória da competição, está marcada para as 11H do próximo sábado, dia 22 de julho de 2023.

O conjunto ao comando do mister Vítor Martins e restante equipa técnica, realizou grande parte da pré-época em solo germânico, numa clara demonstração da aposta que o clube pretende fazer nos seus jogadores. Os índices físicos estão em alta e os Viriatos que entrarão em campo no próximo sábado, irão dar tudo para que o começo seja feito com o pé direito. Com a espinha dorsal da temporada passada a ficar em Viseu, as novas caras do plantel estão já totalmente entrosadas nas dinâmicas do mesmo e prontas para dar o seu contributo na primeira partida de 23/24. À sua espera nesta primeira batalha, encontra-se um primodivisionário que impõe respeito, principalmente a jogar em casa.

Foram 11 as vezes em que Rio Ave e Académico de Viseu se defrontaram, sendo que os vilacondenses levaram a melhor na maioria das ocasiões, em seis para sermos precisos. Por duas delas, o Académico venceu o conjunto nortenho, como foi o caso da última vez em que se deslocou ao Estádio dos Arcos, na edição 21/22 da segunda liga. Daniel Nussbaumer saiu do banco e fez, em apenas 10 minutos, uma importante reviravolta no marcador.

Desta feita, as equipas e a realidade dos clubes são diferentes, não estivéssemos nós a falar da primeira partida oficial da temporada. Ainda muito está por ajustar e por definir, mas essa é a verdadeira magia das pré-épocas. São um período singular do ano desportivo, no qual a ânsia dos adeptos, jogadores e estruturas atinge níveis distintos de tudo o resto.

E porquê? Porque está de volta o Futebol e, sobretudo, também o nosso Académico.

Partilhar:
Equipa Profissional

Paulinho é Viriato até 2025

A Académico de Viseu FC, Futebol SAD anuncia que o defesa Paulo Sérgio Mota, Paulinho no mundo do futebol, é nosso jogador para época 2024/25. Paulinho estava livre, após terminar o contrato que o ligava ao Leixões SC, e o vínculo que o une ao Académico de Viseu terá a duração de uma temporada.  “O que me atraiu foi o projeto e as pessoas que estão envolvidas com o Académico de Viseu. Mostraram que me queriam muito e aceitei este convite com todo o agrado e estou aqui com todo o gosto”, começou por sublinhar Paulinho aos meios do clube, caracterizando-se como jogador: “Sou um jogador de equipa, de grupo, alguém que dentro de campo dá tudo pelo clube que está a representar. Acho que essa a minha imagem de marca: sou muito profissional e a minha carreira fala por ela, com muitos jogos na I Liga, praticamente joguei sempre e isso é um motivo de orgulho. Agora é dar continuidade aqui no Académico.” O plantel do Académico é composto por muita juventude, Paulinho vem trazer um aporte de experiência, algo que também é fundamental nas equipas. “Acredito que se aprende muito com os jovens. A idade é apenas um número e estamos sempre a aprender. Mas, claro, que também venho com o intuito de ajudar os meus colegas e ajudar o clube a atingir os seus objetivos.” Por fim, uma palavra para os adeptos do Académico: “Peço aos adeptos que nos apoiem durante o ano, porque nós vamos fazer tudo dentro do campo para puxar a massa associativa para o nosso lado. Com o apoio de todos fica mais fácil atingir os nossos objetivos”.   Perfil | Mais de 300 jogos concretizados Paulo Sérgio Mota – Paulinho – nascido no Porto há 32 anos, é um lateral-direito que fez toda a formação nas escolinhas do FC Porto. Nos últimos seis meses esteve ao serviço do Leixões SC, onde realizou 14 jogos e concretizou uma assistência. Chega livre de contrato e assina com o Académico de Viseu a custo zero. Paulinho apresenta uma carreira com mais de 300 jogos (318 no total) realizados em diversos emblemas e diversos patamares. Tem quase 200 jogos (197) no principal escalão da Liga portuguesa, ao serviço de Moreirense, União da Madeira, SC Braga, GD Chaves, Gil Vicente e Marítimo; 68 jogos na Liga II, representando emblemas como Moreirense e Leixões, onde esteve em mais do que uma ocasião. Conta ainda com uma passagem pela liga da Grécia, onde representou o AEK durante ano e meio, entre 2019/20 a 2010/21. Na Grécia participou em 38 jogos no total, sendo três deles na fase de qualificação da Liga Europa. Paulinho completou o último ano da sua formação já ao serviço do Leixões, deixando para trás as escolinhas do FC Porto, onde representou todos os escalões. No Leixões foi promovido à primeira equipa, que disputava, então, a Liga 2. Seguiu-se o Moreirense e a primeira experiência na I Liga. Em Moreira de Cónegos permaneceu três temporadas antes de se mudar para o União da Madeira. Ingressou, depois, no GD Chaves, onde esteve três épocas, com um empréstimo de seis meses ao SC Braga, em 2016/17, pelo meio. Finda a ligação com os flavienses, mudou-se, então, para o AEK da Grécia. O regresso a Portugal deu-se pela porta do Gil Vicente, onde esteve seis meses antes de voltar ao Moreirense, seguindo-se o Marítimo e, por fim, de novo o Leixões. Bem-vindo a Viseu, Paulinho, muito sucesso ao serviço do Académico de Viseu.

2024-06-21

Equipa Profissional

Marquinho é Viriato até 2028

A Académico de Viseu Futebol Clube, Futebol SAD anuncia que chegou a acordo com o jogador Marquinho, para avançar para a contratação em definitivo do médio ofensivo, que termina o contrato de empréstimo no próximo dia 30 de junho.  O novo vínculo é válido até junho de 2028. Marquinho é agora, oficialmente, jogador do Académico de Viseu. A SAD do emblema beirão e o médio brasileiro acordaram a assinatura de um novo contrato profissional, que estende a ligação entre as duas partes por mais quatro temporadas desportivas. O jovem canarinho chegou a Viseu no verão passado, por empréstimo do Barra FC válido para a temporada 2023-24. No seu primeiro ano na Europa, Marquinho realizou dois jogos pela equipa sub-23 dos Viriatos, onde apontou um golo, tendo participado em outros 31 jogos na equipa principal, onde fez seis golos.  Aos canais de informação da Académico de Viseu FC, Futebol SAD, Marquinho mostrou-se realizado e com vontade de dar ainda mais alegrias aos adeptos viseenses: “Esta é a realização do meu sonho de poder jogar na Europa. Sou muito grato ao Académico pela oportunidade que me deu na última época e, agora, confirmando a minha contratação em definitivo, só tenho de continuar a dar sempre o meu melhor para continuar a ajudar a equipa e a dar alegrias aos academistas”. O canarinho reconheceu também que a adaptação foi célere, afirmando que ficou satisfeito com a sua primeira época em Portugal: “Tive uma adaptação muito rápida e fui muito bem recebido por todos. Isso gerou muita confiança e consegui apresentar o meu trabalho e ter um bom desempenho nos treinos, que resultaram em oportunidades nos jogos. Estou feliz em ter conseguido boas atuações, ficou o sentimento de que poderíamos ter alçado coisas maiores, porém creio que consegui deixar uma boa imagem na minha primeira época com a camisola do Académico”. Marquinho revelou ainda que viu com bons olhos a evolução do clube, garantido que ainda haverá margem para mais: “Quando cheguei ao Académico, encontrei ótimas condições, um clube muito bem estruturado. Ainda assim, ao longo do ano fui notando uma grande evolução, tenho certeza que o clube tem muita margem para crescer ainda mais”.

2024-06-19

Patrocinadores Principais