Clube 2023-06-03

“Este é um momento histórico”

Em rescaldo às eleições para os novos Órgãos Sociais do Académico de Viseu Futebol Clube, que decorreram nesta sexta-feira, o atual presidente da SAD academista e recém cabeça de lista eleito, Mariano Maroto Lopez, falou aos presentes na sala de conferências de imprensa do Estádio Municipal do Fontelo.

Antes das primeiras reações ao sufrágio que elegeu a única lista candidata, o administrador do clube viseense pediu a toda a sala que fosse cumprido um minuto de silêncio em memória do antigo presidente do Académico de Viseu, António da Silva Albino, deixando igualmente um especial agradecimento a outros antigos membros do clube e à mesa de assembleia em cessação de funções, que ajudaram a realizar a transição que se concluiu no último ano. No momento seguinte, Mariano Maroto Lopez dirigiu-se aos sócios academistas, mostrando-se grato pela confiança, mas afirmando que o foco está no trabalho em equipa: “Começo por agradecer a confiança dos sócios, porque afinal o clube é deles e são eles que têm de decidir qual será o caminho do Académico no futuro. Agradeço também a confiança da cidade e dos parceiros neste projeto, que trará grandes desafios nos seus próximos passos. Isto não é um trabalho de uma pessoa só, precisamos de todos para atingirmos os nossos objetivos. É um trabalho de grupo de dentro e fora do clube, contamos com o apoio de todos”.

O agora também presidente dos Órgãos Sociais do Académico de Viseu Futebol Clube falou ainda de um dia histórico não só em Viseu, como também no país: “Este é um momento histórico que vem confirmar que a união e o delineamento do projeto Académico, seja SAD ou clube, é algo único em Portugal. Temos o dever e a oportunidade de levar este projeto, que é diferente de outros clubes portugueses com investidores, a outro patamar. Ter o poder de unir as forças do clube e da sociedade desportiva pode trazer-nos muitas vantagens”.

Mariano Lopez traçou ainda os principais objetivos para o futuro do clube beirão. A vontade de alcançar o patamar mais alto do futebol português é, segundo o administrador, um objetivo claro: “A meta que querem ouvir de mim e que também é clara para nós, é a de levar o Académico de Viseu ao topo do futebol português não só na formação, como na equipa profissional.  Para isso precisamos de estar juntos. Queremos contribuir de forma positiva e altamente profissional para o futebol em Portugal”.

Na conclusão do discurso que proferiu aos sócios, membros do clube e jornalistas presentes, o presidente da SAD viseense reforçou também algumas das provas já dadas quanto ao trabalho da nova administração, afirmando a certeza de que Viseu e o Académico chegarão, juntos, ao topo do futebol: “Alguns resultados do nosso trabalho já estão à vista: a subida dos sub-19, a dos sub-18 à segunda liga que ainda está por confirmar e também a presença na Liga Revelação do próximo ano. O objetivo é dar continuidade à formação e assegurar que, os nossos talentos ficam aqui na nossa região o maior tempo possível. A cidade e a região de Viseu é única em Portugal, com um potencial enorme que ainda não foi visto. Mas vamos mostrar, passo a passo, que o Académico pode ser um dos grandes do futebol português. Tenho a certeza de que vamos conseguir isto nos próximos anos”.

Partilhar:
Clube

Académico de Viseu é finalista por seis vezes no Jamor

Os nadadores do Académico estiveram no Jamor a disputar o Nacional de Absolutos, com ambição, e vontade de chegar às finais. Conseguiram fazê-lo em seis provas, com classificações meritórias, onde os máximos pessoais foram o ponto alto. O Nacional disputou-se entre os dias 12 e 14 deste mês, em regime de eliminatórias e finais. Estiveram a nadar no Jamor 110 Equipas com um total de 809 atletas. João Vitória apurou-se para as finais de 100 e 200 Costas, brilhando nas finais. Os records pessoais não chegaram para ser “feliz”, se atendermos ao facto de nadar a final dos 100 metros Costas em 1.03.99s e o pódio ter fechado em 1.03.73s. A prova de 200 Costas teve a particularidade de contar com dois atletas do Académico de Viseu, com Miguel Batista a figurar também entre os finalistas. Madalena Figueira conseguiu lugar nas finais de 200 Estilos e 200 Costas, classificando-se nas quinta e sexta posições da final Nacional, respetivamente. Já Guilherme Silva conseguiu apurar-se para a final do 200 Livres, na última jornada do Nacional, classificando-se no décimo lugar final. O Académico de Viseu desloca-se agora a Setúbal, já no próximo fim de semana, onde disputará o Nacional de Infantis, em busca das melhores classificações Nacionais possíveis. Recorde-se que os Academistas conseguiram apurar para esta prova nove jovens atletas. A prova irá disputar-se entre os dias 19 e 21 de julho, nas piscinas, de dimensões Olímpicas das Manteigadas.

2024-07-15

Clube

Académico de Viseu Certificado como Entidade Formadora de 3 Estrelas no Futebol Feminino

O Académico de Viseu Futebol Clube tem o prazer de anunciar que foi certificado, pela Federação Portuguesa de Futebol, como Entidade Formadora de 3 Estrelas no espectro do Futebol Feminino. Esta distinção reflete o nosso crescimento, profissionalismo e qualidade no desenvolvimento das nossas jogadoras. A obtenção desta certificação de 3 Estrelas é um marco significativo para o Académico de Viseu Futebol Clube, destacando o nosso compromisso e excelência desde que iniciámos a modalidade de futebol feminino. As condições estruturais, humanas e físicas de que dispusemos nesta que foi a sua primeira temporada, foram determinantes para alcançarmos este reconhecimento, e são prova do investimento contínuo em instalações de alta qualidade, e na criação de um ambiente propício ao desenvolvimento das nossas atletas. O Académico de Viseu congratula-se com esta certificação, assegurando o compromisso de estar já a trabalhar para alcançar os mais altos patamares da mesma, o mais rápido possível. Esta conquista é um testemunho do esforço e dedicação de todos os envolvidos no clube, desde a direção, equipa técnica, jogadoras, até aos nossos adeptos e parceiros. Continuaremos a investir na formação e a criar condições para que as nossas jovens atletas possam atingir o seu máximo potencial, tanto dentro como fora dos campos. Este reconhecimento da Federação Portuguesa de Futebol é um incentivo para continuarmos a nossa missão de formar não apenas jogadoras de futebol, mas também cidadãs exemplares.

2024-07-15

Clube

Infantis do Académico brilham em Coimbra

Foi um Inter Associações fantástico para os nadadores do Académico, que subiram por dezasseis vezes ao pódio, venceram, foram vice-Campeões, conquistaram o Bronze e ainda bateram três Records da ANCNP de Estafetas.  Durante quatro sessões, nos dias 6 e 7 de julho, disputaram-se os Regionais de Verão, no Complexo Olímpico de Piscinas de Coimbra, entre as Associações do Centro Norte de Portugal, de Coimbra e de Leiria. O Académico esteve representado por 12 atletas, num campeonato que contou com 249 nadadores de 38 equipas. Os Academistas foram a segunda equipa a conquistar mais medalhas, contabilizando 5 Títulos Inter Associações, 7 medalhas de Prata e 2 de Bronze. Um dos momentos altos da competição foram os 100 Mariposa de Tomás Sousa, que venceu, conquistando as bancadas do COP de Coimbra, com os seus 1.03.63s do Infantil do Académico de Viseu. Tomás Sousa fez ainda parte das equipas que venceram e bateram os records da ANCNP de Estafetas, arrebatando só para si oito medalhas durante o fim de semana. Maria Miguel Lopes foi a melhor nos 200 Bruços, sagrando-se Campeã 3.12.07s, ficando na segunda posição na prova de 100 Bruços, com o belo tempo de 1.28.95s, a escassos décimos de segundo da vencedora que completou a prova em 1.28.39s. Alice Rodrigues, um dos valores seguros da Natação Academista foi medalha de Bronze na prova de 200 Livres. Em masculinos registo para as medalhas de prata de Rafael Parente nos 100 e 200 Costas e a prata de Tiago Ôlas nos 200 Mariposa. Nas estafetas o Académico de Viseu esteve arrebatador com 3 Ouros, com o Título na estafeta de 4x50 Estilos Misto, com Rafael Parente, Tomás Sousa, Leonor Almeida e Alice Rodrigues. As outras duas vitórias foram conquistadas por André Santos, Tiago Ôlas, Tomás Sousa e Rafael Parente, nos 4x50 Livres e Estilos. Nota para o facto de os tempos dos três Títulos conquistados nas estafetas, pelo Académico, representarem novos máximos de sempre da ANCNP. A época Academista segue agora com a deslocação ao Jamor para a disputa do Nacional de Absolutos. A prova irá decorrer entre os dias 12 e 14 deste mês.

2024-07-08

Patrocinadores Principais